03 de abril | 2016

Depois da Tempestade, a Bonança?

Compartilhe:

Ivo de Souza

Esportivas

– Dunga e Gilmar Rinaldi (coordenador de seleções) não andam bem na fita. A CBF os cobrará pelo fraco (fraquíssimo!) futebol apresentado pela seleção tupiniquim nas eliminatórias da Copa de 2018.

– O time não tem um padrão tático definido: E alguns “craques” não têm rendido o que se esperava deles. A decepção maior é o Neymar (anda devendo e muito na seleção). Outro “astro” criticado pelo fraco futebol que vem apresentando é David Luiz (esse, para mim, não é nenhuma surpresa).

– Seu Dunga, nunca foi una­nimidade na CBF. Presidentes de federação tem, “gentilmente” pedido a saída do rapaz.

– Rinaldi tem carta branca de Marco Polo Del Nero. Gilmar não têm intenção de demitir o conterrâneo.

– A maior reclamação dos cartolas é a respeito do que chamam de “Republica do Rio Grande do Sul” dentro da seleção. São gaúchos, além de Dunga e Ri­nal­di, o auxiliar Andrey Lopes. É também gaúcho o preparador de goleiros Taffarel. Seria esse o motivo do fracasso da selecinha?

– Dunga discorda totalmente da existência da “República do Rio Grande do Sul”: “É uma casualidade [a presença de tantos gaúchos na comissão e direção]. Bus­camos sempre a competência, a amizade vem por último para contratar.

– Dunga, a amizade pode, perfeitamente, vir por primeiro para contratar. Por que não? Só que os amigos têm de ser competentes, seu Dunga… Agora é aguardar quando setembro vier no sexto lugar da fila dos candidatos a uma vaga na Copa-2018. Entonces…

– Del Nero licenciou-se da presidência da CBF para se defender de acusações de corrupção, mas ainda apita na entidade (CBF). Seu braço direito (homem de confiança) é Gilmar Rinaldi, que vem segurando a barra de Dunga. Até quando não se sabe.

– Marco Polo Del Nero é alvo de duas CPIs no Brasil, do Comitê de Ética da Fifa e da Justiça norte-americana. Se Del Nero for condenado nessas CPIs, Dunga e Rinaldi perdem seus cargos na seleção (“caem junto”).

– Seu Juca Kfouri resume assim a situação de Dunga: Se Marco Polo Del Nero tivesse coragem telefonaria para Dunga e diria: “Desculpe, foi engano”. Terá?

Rapidinhas

– Essa não! A Fiesp está sendo acusada de plágio pelo artista holandês Flo­rentijn Hofman. O símbolo da campanha da Fiesp contra impostos (o patão amarelo), segundo o artista holandês, tem tudo a ver com o pato criado por ele. Pano rapidinho… E o pato, afinal de contas, quem paga?

– Foi num treino do ex-Verdão em Atibaia: “Sérgio Moro, Lava Jato no Ver­dão”, é o que pediam alguns torcedores em uma faixa estendida durante o treino. Pano rapidinho!

– Em junho, o Uruguai (a lei, que aprova a produção e a distribuição de drogas foi aprovada há três anos) começa a vender maconha em farmácias. Tudo regulamentado dentro da lei.

– Janaina Paschoal e Miguel Reale Jr. foram à Câmara (como convidados) para fazer a defesa do pedido de impedimento de Dilma Rousseff. A sessão terminou em empurrões e agressões verbais. Êta mundinho civilizado, sô…

– A estratégia do sr. Michel Temer já dura quatro meses. Fase 1: desembarque da tropa de choque peeme­debista do governo; fase 3: instaurar o processo de impedimento de dona presidenta na Câmara; fase zero: a carta chorosa e magoada do vice a Dilma Rousseff. O plano tem sido executado estrategicamente, com precisão cirúrgica. Coisas da política.

– A jovem advogada e professora de direito da USP, Janaina Paschoal, foi brilhante em sua exposição de motivos, razões que a levaram a pedir o impedimento da presidenta. Disse que pedalada é crime e não tecnalidade.

– O próprio Legislativo, afirma Janaina, define claramente como criminosos os comportamentos de Dilma Rousseff, os quais cita no pedido de impedimento.

Outras Notas

– Aluno aplicadíssimo! José Serra, no seminário organizado por Gilmar Mendes (amigão de Serra) em Portugal.

– Não perde uma aula (palestra), anota tudo. Chega antes de a palestra iniciar-se e se senta, todo pimpão, feito aluno de primeira viagem, na primeira fila.

– Loteamento! Dilma “lo­teia” ministérios como plano para salvar-se do impedimento: aumentar o número de ministérios do PP, do PR e do PSD. Cada um receberia duas pastas.

– O PTN também está nos planos do Planalto: pode levar de “mão beijadas” o Ministério do Turismo – um presentão para o PTN, chamado de “nanico”. Estariam fazendo parte do jogo até o Ministério da Saúde. E o do Esporte. E o de Minas e Energia.

– O “planão” só será concretizado, segundo Natuza Nery (Painel, Folha de S. Paulo, 31/3/2016), se o PMDB, que não sabe se continua roendo o osso (a carne já comeu…), sair do governo.

– Cerca de mil cargos estão ocupados pelo PMDB, segundo estimativas do próprio Planalto.

– No ninho tucano de São Paulo, a agitação é grande, quando se fala em corrida à Prefeitura.

– João Doria não economiza “elogios” a Andrea Matarazzo, que deixou o PSDB. E “whatzapeou”: E agora, Matarazzo, qual será seu choro? O choro dos vinhos e do desprezo pelos pobres?”

– Não sei exatamente se seu Doria Jr. teve algum dia, na vida, algum apreço pelos pobres. Seu ataque a Matarazzo é coisa de palanque.

– Seu Alberto Goldman, tucano histórico, mandou resposta a João Doria. Disse que o PSDB agora comporta grandes empresários que, inflados por dinheiro e ambição, revelam seu verdadeiro caráter. Pano rapidinho…

Certas Notas

– Michel Temer, dizem analistas políticos, está pre­paradíssimo para sua ascensão política (no caso de o processo de impedimento de Dilma Rousseff vingar).

– Seu Jânio de Freitas na Folha de S. Paulo: Se a Justiça fosse cega, não precisaria de venda nos olhos. Pano rapidinho…

– É o fim, senhoras e senhores! uma pediatra (lá no Rio Grande do Sul) encerrou o atendimento a um be­bê porque a mãe é petis­ta. Maria Dolores Bres­san, a médica, enviou mensagem a Ariane Leitão, “declinando, em caráter irrevo­gável, da condição de pediatra” da criança.

– Ariane, mãe do bebê (que nada tem a ver com qualquer que seja a ideologia (?) e as cores partidárias da médica), é suplente de vereadora do PT. Foi no governo de Tarso Genro secretária estadual de Políticas Públicas para Mulheres (2011-2014).

– O presidente do Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Sul (Paulo Argollo) defendeu a pediatra!!!

– Ariane Leitão desabafou: “Meu filho não tem nada a ver com os grampos de Moro, muito menos com o ‘escárnio’ que ela falou. Uma loucura total”, arremata a mãe, afirmando, ainda, que o fato (lamentável) é uma discriminação proibitiva e que o direito de seu filho foi violado.

Qualquer Nota

– Gabriel Chalita trocou de camisa. Filiou-se ao PDT. Deixou o PMDB para ser vice na chapa do prefeito petista Fernando Haddad. Chalita é, atualmente, secretário de Educação de Haddad.

– Seu Clóvis Rossi vê assim o desembarque do PMDB do governo Dilma Rousseff: “É fácil apontar a causa pela qual o PMDB decidiu romper com o governo: vampiros abandonam corpos quando estão exangues. Dilma Rousseff é, hoje por hoje, uma morta-viva, que deixou de governar faz algum tempo e que, quando governou, semeou a ruína que agora colhe e pavimenta seu caminho para o cadafalso”.

– Excelente o artigo de Matias Spektor (Folha, 31 de março de 2012) sobre a estratégia de Temer para assumir o Planalto caso Dilma seja impedida.

Cumpadres

Bom-dia, meus preclaros amigos. Depois da tempestade, vem a bonança. Aguardemos…

Cortina

“Quando a corrupção é o sistema de governo, é porque ela também é a forma dominante da vida cotidiana, Contardo Calligaris, acerca da situação (crônica) do país.

A Língua Nossa de Cada Dia

1. A grafia correta e a significação de afim e a fim: afim: semelhante; a fim de: para, expressa finalidade.

Exemplos: Eram almas afins, pensamentos afins, ideias afins, vocábulos afins./ Estou aqui a fim de estudar. Chegou cedo a fim de conseguir o melhor lugar para assistir ao espetáculo.

Na linguagem coloquial pode significar vontade: Estou a fim de sair hoje à noite.

2. Use uma forma ou outra. Ambas são corretas: em pé ou de pé. Prefira, porém, em férias a de férias: Estamos em férias! a Estamos de férias!

Ivo de Souza é professor universitário, poeta, co­lu­nista, pin­tor e membro da Real Academia de Letras de Porto Alegre.

Compartilhe:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do iFolha; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Você deve se logar no site para enviar um comentário. Clique aqui e faça o login!

Ainda não tem nenhum comentário para esse post. Seja o primeiro a comentar!

Mais lidas