10 de abril | 2016

“A Corrupção Esgarça O Tecido Social

Compartilhe:

Reflexão

– Não há mais quem aguente tanta sujeira e tanta falação quanto aos fatos (escabrosos) que colocam políticos brasileiros num verdadeiro mar de lama.

– Quem pensou que o Brasil já tivesse visto de tudo (ou quase de tudo) fica perplexo, plasmo com o nível (ou grau?) que políticos brasileiros conseguiram elevar a roubalheira e a corrupção no país.

– Os índices de desemprego, principalmente entre os jovens, são assustadores, a inflação continua alta e os juros, principalmente os bancários (cheque especial e cartões de crédito), são desanimadores.

– 0 E o sr. Eduardo Cunha continuando posando para as lentes das televisões como se nada estivesse acontecendo com sua “ilustre” pessoa, dizendo sempre que está tranquilo. Ele pode estar tranquilo (coisa em que não acredito!), mas a população anda intranqüila, estressada, sob pressão, contando os dias em que toda essa vergonha nacional tenha fim.

– A desconfiança e a falta de credibilidade da política econômica colocam investidores (nacionais e estrangeiros) sempre com um pé atrás. Certamente não vão investir para perder dinheiro.

– Interesse em investir no país, os estrangeiros têm, mas, enquanto se arrastar essa crise, nada feito.

– O presidente Xi Jinping disse em visita ao Brasil que a China tem US$ 52 bilhões a serem aplicados em projetos no País. O governo brasileiro não propôs nadica de nada aos endinheirados chineses. “E la nave va”…

– Até quando o Brasil suportará as consequências de tanto desmando, tanto descanso com o dinheiro do povo, tratando-o como se fosse capim, usando-o em benefício próprio para pagamentos de propinas e para alimentar a corrupção em vários setores da vida nacional (falo aqui, especificamente, do assalto a Petrobras).

– A corrupção esgarça o tecido social, corrói, destrói todas as camadas que sustentam esse tecido. Causa o desemprego, eleva os preços dos alimentos e de outros produtos fere de morte os pobres e até a classe média. Até quando suportaremos essa dramática situação, causada por operações financeiras fraudulentas, pela ganância de poder e dinheiro e pela maldita corrupção desenfreada, que assola o país e pune, castiga o povo brasileiro numa escalada nunca vista antes.

Outras Notas

– Pelé precisou fazer uma cirurgia nos Estados Unidos, para corrigir falha ocorrida na cirurgia feita em 2012 no Brasil, de acordo com o que lhe disseram os médicos norte-americanos – que houve um erro em cirurgia a que fora submetido por aqui…

– O primeiro procedimento médico (em que Pelé acredita ter havido erro) foi realizado no hospital Albert Einstein em São Paulo.

– “Segundo os médicos que me analisaram, teve um erro médico. Um erro na técnica dos brasileiros”, afirmou o ex-jogador.

– A assessoria do Einstein foi procurada pela reportagem da Folha, mas não havia, até quarta-feira, respondido ao comentário feito por Pelé.

Mais Notas

– Vândalos ligados a torcidas organizadas (palmeirenses e corintianos?) se enfrentaram em quatro pontos da grande São Paulo.

– Os embates ocorreram em Guarulhos, São Miguel Paulista, Brás e estação Clínicas do Metrô – região do Pacaembu, onde o jogo foi realizado.

– Um homem que, segundo familiares, havia saído de uma missa, foi atingido no coração por uma “bala perdida” (?) em uma praça de São Miguel Paulista. Um inocente morto pela fúria de bandidos que não vão aos estádios de futebol para torcer por seus times para se divertir. Vão espalhar a violência e a morte por onde, feito hordas de bárbaros, passam alucinados, sem nenhum respeito pela vida humana. Lamentável!

Quaisquer Notas

– Pelé disse que gosta dos dois (Tite e Dunga). Que os técnicos têm características diferentes e que hoje deixaria como está, ou seja, o Dunga no comando da selecinha.

– Seu Zé Simão continua impagável – E atenção! Tá todo mundo louco! “Movimento Brasil Livre pede o Impeachment do ministro (STF) Marco Aurélio”. Que pediu o Impeachment do Temer. Que pediu o Impeachment da Dilma. Impeachment de baciada. Feirão! Combo! Vai ter fila pra ser impichado! Impicha o ministro que impicha o Temer que impicha a Dilma. Impicha o Impeachment! E pano rapidinho!!!

– Renan Calheiros prevê que o processo de impedimento de Dilma Rousseff poderá se estender “até lá para o final do ano”, segundo Jânio de Freitas em sua coluna (7/4/16) na Folha.

– A crise de credibilidade (confiança) na economia tupiniquim já afetou os financiamentos de veículos, além de ter afetado (“impactado”) outros vários setores da vida nacional.

– Há uma queda acentuada nas vendas financiadas de veículos. E essa queda derrubou também a produção de veículos (menor nível desde 2003). O setor automobilístico também constatou queda em licenciamentos, receita em exportação e emprego.

– O presidente da Anfavea (associação dos fabricantes de veículos) disse que a taxa de desemprego alta faz com que o cliente não se arrisque no financiamento e que há ainda a escassez de crédito. Disse, ainda, que os bancos preferem conceder empréstimos a clientes mais antigos. Pois é, seu Zé. Essa crise é replicada em outras áreas consideradas de primeira necessidade, como o setor de alimentos, por exemplo.

Finalmentes 

– Se o governo Dilma conseguiu vencer o impedimento da presidenta, seu Henrique Meirelles já disse a Lula que não aceitará o Ministério da Fazenda.

– A violência, o preconceito e a intolerância continuam soltas, arregimentando vítimas aqui e acolá. Infelizmente!

Cumpadres

Bom-dia, senhoras e senhores. A crise político-econômica continua… A crise cultural também…

Cortina

Frase da semana: Quem se envolve em corrupção não quer se considerar criminoso. Assim, não diz propina, mas “doação”. Não chama quem corrompe de corrompido, mas de ‘amigos’. (Donatella della Porta, estudiosa da operação que devassou a corrupção na Itália. Donatella é socióloga.)

Frase da semana 2: Não precisamos ser objeto inerte de sujas negociatas entre altas escalões. (Lya Luft)

A Língua Nossa de Cada Dia

A diferença que fazem um e e um i.

Exemplos: Emigrar – sair de um país para se fixar em outro.

Imigrar: entrar em um país para morar nele.

Deferir: atender, deferir um pedido

Diferir: divergir, diferir de alguém

Descriminar: inocentar

Discriminar: especificar, segregar

Eminente: ilustre

Iminente: muito próximo

Descrição: ato de descrever

Discrição: reserva, agir com discrição, ser discreto

Despensa: parte da casa

Dispensa: licença

Finalmente 2

A palavra usada por Janaina Paschoal (advogada) para defenir os atos de d. Dilma Rousseff, que a levaram a pedir o impedimento da presidenta é crime. Pedalada não é, segundo Janaina, tecnicalidade (na edição passada saiu tecnalidade). O Aurélio dá como sinônimo desse “palavrão” tecnicidade (“qualidade ou caráter do que é técnico”). E estamos conversados. Bom-dia!

Ivo de Souza é professor universitário, poeta, co­lu­nista, pin­tor e membro da Real Academia de Letras de Porto Alegre.

 

Compartilhe:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do iFolha; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Você deve se logar no site para enviar um comentário. Clique aqui e faça o login!

Ainda não tem nenhum comentário para esse post. Seja o primeiro a comentar!

Mais lidas