07 de julho | 2024

Prefeito contrata show de Péricles quase 200% mais caro do que no ano passado

Compartilhe:

GASTÃO CUNHA?
Será que Ferrando Cunha está com intenção de deixar o caixa estourado para prejudicar o sucessor? Contratação é questionada em meio a déficit de R$ 90 milhões na Prefeitura de Olímpia.

Da Redação com Cleber Luis – O prefeito Fernando Cunha, de Olímpia, contratou novamente o cantor Péricles, desta vez para o Réveillon Águas 2024/2025, pagando um cachê de R$ 653 mil, um aumento de quase 200% em relação ao valor pago em novembro do ano passado quando o artista participou do Viva+ Festival. A informação foi divulgada no Diário Oficial do Município, que detalhou a contratação feita sem licitação, devido à exclusividade da empresa Farias Produções Artísticas na representação do cantor. Em 2023, Péricles se apresentou em Olímpia por um valor de R$ 235 mil.

A contratação do show de Péricles ocorre em um contexto de significativo déficit orçamentário na Prefeitura de Olímpia. De acordo com dados do Tribunal de Contas do Estado, a prefeitura já acumula um déficit de R$ 90,5 milhões no ano. Até o momento, a arrecadação do município foi de pouco mais de R$ 163,2 milhões, enquanto os gastos já somam cerca de R$ 253,7 milhões. Nos primeiros quatro meses do ano, o déficit era de R$ 82.875.382,72, representando um gasto 66,90% maior que a arrecadação no período.

ALERTA AO PREFEITO:
TENDÊNCIA AO
DESCUMPRIMENTO DE METAS FISCAIS

Essa situação financeira levou o Tribunal de Contas a emitir um alerta ao prefeito Fernando Cunha. O documento menciona a “situação desfavorável demonstrando tendência ao descumprimento das Metas Fiscais” e destaca o descumprimento da legislação em relação ao investimento mínimo em educação e aplicação dos recursos do Fundeb. O alerta é repetido desde fevereiro deste ano, e o Tribunal de Contas ressalta a necessidade de adequações para evitar possíveis sanções administrativas e penais.

A contratação de shows caros por prefeituras em ano eleitoral tem sido uma tendência observada em outras regiões também. O portal UOL publicou uma reportagem sobre o aumento dos gastos com shows financiados por verbas municipais, apontando que os valores foram os maiores dos últimos dez anos, conforme dados do Portal Nacional de Contratações Públicas. Segundo a publicação, esse aumento está relacionado ao contexto eleitoral.

PÉRICLES COBRAVA
R$ 80 MIL EM MÉDIA EM 2023

Péricles, segundo pesquisa na internet, ex-integrante do grupo Exaltasamba cobra um cachê médio de R$ 80 mil por show. Esse valor pode variar de acordo com diversos fatores, como tempo de apresentação, despesas de hospedagem e locomoção, entre outros.

A contratação de Péricles pela Prefeitura de Olímpia chama a atenção não apenas pelo aumento significativo no valor do cachê em relação ao ano anterior, mas também pelo contexto financeiro desfavorável do município.

EVITAR SANÇÕES FUTURAS

O Tribunal de Contas do Estado continuará monitorando a situação financeira da Prefeitura de Olímpia, e novas ações podem ser tomadas caso as irregularidades não sejam corrigidas. O alerta emitido ao prefeito Fernando Cunha ressalta a necessidade de adequações urgentes para evitar sanções futuras.

Enquanto isso, o show de Péricles está confirmado para o Réveillon Águas 2024/2025 e a contratação do cantor continua gerando debates na cidade, especialmente em relação aos gastos públicos e à gestão financeira do município.

PÉRICLES SEGUE CARREIRA SOLO

Com mais de trinta anos de carreira, Péricles é um dos artistas mais conhecidos e requisitados do país, tanto por sua trajetória no Exaltasamba quanto por sua carreira solo. Além dos shows, ele também obtém renda de outras fontes, como publicidade e plataformas de streaming.

O desenrolar dos próximos meses será crucial para determinar as consequências das decisões tomadas pela administração municipal e seu impacto nas finanças públicas.

SERÁ QUE “NANDÃO”
JOGOU A TOALHA NA ELEIÇÃO?

A grande pergunta que fica é a se o prefeito “Ferrando Cunha”, ao se mostrar um “Gastão Cunha” não estaria com a intenção de deixar o caixa estourado para prejudicar o sucessor?

A se confirmar esta situação, uma outra dúvida passa a surgir: será que “Nandão” já não estaria jogando a toalha na intenção de fazer seu sucessor? Pois caso contrário não tomaria tais atitudes, praticamente queimando dinheiro público não arrecadado.

Compartilhe:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do iFolha; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Você deve se logar no site para enviar um comentário. Clique aqui e faça o login!

Ainda não tem nenhum comentário para esse post. Seja o primeiro a comentar!

Mais lidas