22 de agosto | 2010

PM usa helicóptero para combater incêndios criminosos

Compartilhe:
 

Com a utilização do helicóptero Águia, de Ribeirão Preto, a Polícia Militar de Olímpia, comandada pelo capitão Vinícios Cláudio Zopelari, realizou na tarde do dia 20, uma operação na área rural com o objetivo de combater a prática de incêndios criminosos. O helicóptero também auxiliou na operação realizada na cidade de Olímpia, que teve como objetivo de combater outras práticas de delitos, entre eles o tráfico de drogas.

Segundo o capitão Zopelari (foto), comandante da 2ª Cia de Polícia Militar de Olímpia, no município já foram registrados 11 incêndios em canaviais e cinco em matas. Explicou, o capitão, que parte destes incêndios são criminosos. Explicou que “como atualmente o corte da cana esta mecanizado, quando é colocado fogo, o proprietário é obrigado a contratar trabalhadores para fazer o corte manual”.


Ainda de acordo com o capitão Zopelari, com isso os proprietários das áreas queimadas, além de terem que arcar com os custos do corte manual, também sofrem prejuízos em casos que a cana ainda não está no ponto do corte.


Também explicou o comandante da Polícia Militar, que o trabalho da polícia é dificultado para prender os elementos que ateiam fogo nos canaviais, pelo fato deles utilizarem velas que são colocadas dentro de latinhas. “Quando o fogo chega na cana, os autores já estão longe”, explicou o capitão.


Na operação realizada, ninguém foi preso. Contou também Zopelari, que além do patrulhamento na área rural, o helicóptero Águia também auxiliou em patrulhamento realizado na cidade. “Foi feito um trabalho preventivo, pois tem muita gente de fora em Olímpia em razão da  festa do Peão de Barretos”, finalizou o comandante.


Compartilhe:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do iFolha; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Você deve se logar no site para enviar um comentário. Clique aqui e faça o login!

Ainda não tem nenhum comentário para esse post. Seja o primeiro a comentar!

Mais lidas