21 de dezembro | 2009

Doméstica é presa acusada de furtar loja no centro

Compartilhe:

Acusada de ter praticado, pelo menos dois furtos na loja Chamas da Economia, localizada na rua São João, a doméstica Simone Aparecida dos Santos, de 34 anos, residente no jardim Toledo, foi presa em flagrante e encarcerada no presídio feminino de Jabo­ran­di.

O flagrante aconteceu na tarde da última terça-feira, dia 15, quando uma funcionária da loja a surpreendeu, depois dela colocar um vestido na bolsa e tentar deixar o estabelecimento comercial. Diante das evidências, a doméstica confessou o furto e que também na sua casa tinha outras peças de roupas, que foram recuperadas e reconhecidas.

Simone, foi levada pela Polícia Militar até a delegacia de polícia de Olímpia, onde foi autuada em flagrante pelo delegado João Brocanelo Neto. Em seguida, ela foi encarcerada na cadeia feminina de Jaborandi.

PRESO AO TENTAR ROUBAR

O ex-presidiário Carlos Hen­ri­que Donda, de 29 anos, morador na Cohab I, foi preso em flagrante depois de tentar roubar uma lanchonete no bairro Cisoto. Segundo o comerciante Edvan Carlos Bra­ga, quando ele fechava o estabelecimento comercial, percebeu que o ladrão se aproximava, com uma arma na mão.

Braga, baixou rapidamente a porta e o acusado bateu afirmando que era um assalto. A Polícia Militar foi acionada, tendo conseguido deter Donda, que estava armado com uma faca e um revólver, tipo de pressão, que disparava chumbo, Levado até a delegacia, ele foi autuado em flagrante, pelo delegado Eduardo José Vendramel. Em seguida, ele foi encarcerado na cadeia de Severínia.

ROUBO NO SANTA IFIGÊNIA

Uma dupla, encapuzada, armada com revólver, ocupando uma motocicleta, roubou R$ 1,42 mil em dinheiro do jardineiro João Batista Gonçalves, de 44 anos. Ele acabara de receber o pagamento das passagens dos fiéis, que iriam participar de uma excursão a Aparecida do Norte. O roubo foi praticado na avenida Constitu­cionalista.

LEI MARIA DA PENHA

O pedreiro Paulo Ariano da Silva, de 46 anos, residente na São José, foi preso em flagrante acusado de agredir sua amásia Benedita Joana D’Arc Pereira da Silva, de 45 anos, na noite do último domingo. Ela apresentava hematomas na coxa direita.   Benedita disse que já havia sido agredida outras vezes. O delegado Eduardo José Vendramel arbitrou fiança no valor de R$ 800. Como o valor não foi pago, o pedreiro foi encarcerado na cadeia pública de Severínia.

Compartilhe:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do iFolha; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Você deve se logar no site para enviar um comentário. Clique aqui e faça o login!

Ainda não tem nenhum comentário para esse post. Seja o primeiro a comentar!

Mais lidas