14 de outubro | 2010

Câmara aprova recebimento de “lixo tóxico” em Olímpia

Compartilhe:


Além da
terceirização do sistema, a Câmara Municipal, aprovou durante
sessão ordinária realizada na noite da quarta-feira, dia 13, que o
município de Olímpia receba lixos considerados tóxicos, no novo
aterro sanitário que será implantado na região do Distrito de
Ribeiro dos Santos.

O
Projeto de Lei número 4.212, de autoria do prefeito Eugênio José
Zuliani, Geninho, foi aprovado por sete votos contra três votos.
Votaram contrários os vereadores Hilário Juliano Ruiz de Oliveira,
presidente da Câmara; João Baptista Dias
Magalhães e Priscila Seno Mathias Netto Foresti.

A proposta do
prefeito, agora aprovada já em segunda discussão, autoriza a
prefeitura a outorgar em regime de concessão, mediante licitação,
a implantação, operação e manutenção de Aterro Sanitário
devidamente licenciado por órgãos ambientais no município

Consta
que não foram aprovadas nenhuma das oito emendas modificativas
apresentadas pelos vereadores: Hilário Ruiz, João Magalhães, José
Elias de Morais e Gustavo Zanette, sendo que, mesmo assim, os dois
últimos votaram na aprovação da proposta.

Mesmo
assim, consta que não prevaleceu a íntegra do projeto original, uma
vez que algumas emendas apresentadas pela Comissão de Justiça e
Redação, no início da tramitação, foram aprovados quando o
projeto foi para primeira discussão em plenário.

Dessa
forma, o projeto deve voltar à pauta da sessão ordinária prevista
para o dia 25 de outubro, a última desse mês, quando será votada,
sem discussão, a redação final.

 

 

 

 

Compartilhe:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do iFolha; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Você deve se logar no site para enviar um comentário. Clique aqui e faça o login!

Ainda não tem nenhum comentário para esse post. Seja o primeiro a comentar!

Mais lidas